São Luís atinge alto nível de raios durante chuva nesta quinta (30)

Thu, 30 Jan 2020 16:02:31 -0300 / 0 Comentários

São Luís atinge alto nível de raios durante chuva nesta quinta (30)

Mapa do INPE apontou o maior nível intensidade de descargas elétricas. Veja como agir em dias de raios.

Dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apontaram que São Luís atingiu alto nível de raios durante a chuva desta quinta-feira (30), que causou vários transtornos na cidade.

O INPE divide o nível de atividade elétrica em baixo (roxo), moderado (verde) e alto (vermelho). Durante a tarde, São Luís e outras regiões do litoral maranhense estavam com nível alto. Veja no mapa.

Por conta do volume de água, várias ruas e avenidas ficaram alagadas.Na Avenida Guajajaras, no bairro São Cristóvão, a água da chuva invadiu calçadas e ameaça atingir lojas e centros comerciais localizados nas proximidades da avenida. Por conta do grande volume de água, a via se transformou em um rio. Veja o vídeo abaixo.

A região próxima ao Terminal de Integração da Cohab também registrou pontos de alagamento. Sem ter escoamento adequado, o volume de água subiu e ultrapassou o canteiro central, deixando o tráfego de pedestres e veículos comprometido.

Motoristas também tiveram dificuldades de trafegar pelas ruas do bairro Chácara Brasil. A água da chuva deixou completamente alagada a Avenida Pernambuco e causou transtornos para a população. Veja o vídeo abaixo.

Cuidados com raios

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), cerca de 20 a 30 % das vítimas de raios morrem, a maioria por parada cardíaca e respiratória. As orientações para evitar acidentes com raios são as seguintes:

Se possível, não saia para a rua ou não permaneça na rua durante tempestades, a não ser que seja absolutamente necessário. Nestes casos, procure abrigo em:

  • Carros não conversíveis
  • Ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis
  • Moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios
  • Abrigos subterrâneos, tais como metrôs ou túneis
  • Grandes construções com estruturas metálicas
  • Barcos ou navios metálicos fechados
  • Desfiladeiros ou vales

Se estiver dentro de casa, a orientação é:

  • Evitar o uso do telefone, a não ser que seja sem fio
  • Ficar próximo de tomadas e canos, janelas e portas metálicas
  • Tocar em qualquer equipamento elétrico ligado a rede elétrica

Se estiver na rua, deve-se evitar:

  • Segurar objetos metálicos longos, tais como varas de pesca, tripés e tacos de golfe
  • Empinar pipas e aeromodelos com fio
  • Andar a cavalo
  • Nadar
  • Ficar em grupos

Se possível, evitar os lugares que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios, como:

  • Pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos
  • Veículos sem capota, tais como tratores, motocicletas ou bicicletas
  • Estacionar próximo à árvores ou linhas de energia elétrica.
  • Topos de morros ou cordilheiras
  • Topos de prédios
  • Áreas abertas, campos de futebol ou golfe
  • Estacionamentos abertos e quadras de tênis
  • Proximidade de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas, trilhos e árvores isoladas
  • Estruturas altas, tais como torres, linhas telefônicas e linhas de energia elétrica

Além disso, em casos onde a pessoa está em um local sem abrigo e sentir os pelos arrepiados ou a pele coçar, indicando que um raio está prestes a cair, a orientação do INPE é ajoelhar e se curvar para a frente, colocando as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles.

Por Rafael Cardoso, G1 MA — São Luís

30/01/2020 15h42 Atualizado há 5 minutos